Menino com doença rara terá aparência de criança para sempre: “Ele é como um bebê que nunca cresceu”

Angus Palmes tem doença rara.Angus Palmes, 13 anos, tem uma condição que atrofia o crescimento

Um menino de 13 anos, de Cheshire, na Inglaterra, tem uma condição rara que atrofia o crescimento e faz com que ele pareça jovem para sempre. As informações são do jornal britânico Daily Mail.

A mãe de Angus Palmes, Tandy, conta que percebeu que algo estava errado durante a gravidez, já que o menino não chutava.

Depois de muito esforço para obter um diagnóstico, os médicos perceberam que ele tinha uma anormalidade cromossômica, que chamaram de “síndrome pessoal”, porque ele é a única pessoa no mundo que luta contra essa condição.

De acordo com Tandy, Angus se comunica movendo o polegar e os dedos, e pode andar enquanto segura a mão da mãe.

— Ele não está completamente sem habilidades motoras, mas como ele não pode falar, criou sua própria versão de linguagem por meio de gestos. São alguns sinais básicos com a mão que ele faz. Todo mundo que trabalha com ele ou o conhece sabe o que significa. Se ele está feliz, ele tira o polegar e o dedo indicador e balança simultaneamente.

Tandy ressalta que o filho é único.

— Há mais de um milhão de crianças no Reino Unido, sendo que todos têm alguma deficiência e, Angus é realmente o único de uma espécie, ele é completamente único em todos os sentidos. Na verdade, há muitas crianças que os médicos chamam de “síndromes pessoais”, que lutam para serem reconhecidas, e às vezes até para obter serviços de saúde.

Angus toma 250 doses de remédio por semana há mais de 10 anos.

Tandy tem esperança em relação ao futuro do filho, mas admite que ele nunca será capaz de viver de forma independente.

— Ele nunca vai ser capaz de ter uma vida independente, então ele sempre vai depender de mim, mas nós apenas resolveremos isso e entendemos a situação.

O jovem, que parou de crescer quando tinha três anos, superou a meningite aos dois anos de idade e recentemente passou por uma série de cirurgias para enfrentar um problema em seu sistema digestivo.

Antes da doença, Tandy era gerente de instalações da cidade de Londres, mas agora cuida de Angus em tempo integral. Ela se separou do pai dos meninos, James, de 48 anos, há três anos.

Apesar da condição, a mãe de Angus ressalta a felicidade do filho que será uma eterna criança.

— Ele sempre acorda com um sorriso no rosto, rindo. Ele é como um bebê que nunca cresceu. Ainda preciso ter um assento infantil no carro.

Fonte: R7

Imagens: Daily Mail

Vera Garcia

Pedagoga e blogueira. Criadora dos blogs Deficiente Ciente, Raridade e Criança Especial.

Website: http://www.criancaespecial.com.br